quinta-feira, 12 de junho de 2008

My blueberry nights


Eu me lembro de, ao ter assistido ao My blueberry nights na pré-estréia, há alguns meses atrás, ter saído do cinema com uma sensação de um filme fraco, com uso exagerado de recursos na fotografia e uma atuação insossa da Norah Jones como a protagonista Elizabeth.

Pensando melhor, deixei algumas afetações daquele dia influenciar essa sensação, e hoje vejo que o filme é bem mais que isso. É um filme que trata peculiarmente de uma relação entre uma garota, uma torta, e um dono de uma lanchonete, além das pessoas que de alguma forma vão se ligando a eles.

São marcantes os olhares, os diálogos, as cores. As cores dos rostos, da noite, tão presente. E mais ainda a trilha sonora, que não se deixa cair no clichê de colocar muitas músicas de Norah – apenas uma bem-vinda inédita. A cantora/compositora realmente tem uma atuação abaixo da média, mas segura as pontas enquanto pode e não deixa o filme desandar. Talvez Rachel Weiz e Natalie Portman tenham papéis até mais marcantes, mas é a história de Elizabeth que une a todos.

A fotografia tem sim alguns elementos que se repetem exageradamente, mas ao mesmo tempo ajuda a edição a dar o andamento certo ao filme, assim como a música, perfeitamente encaixada a cada cena em que se faz presente.

Tratando de situações em que muitas vezes pode-se identificar, Um beijo roubado é um filme que merece ser visto aos que se permitem emocionar...

My blueberry nights8/10
My blueberry nights OST9/10

Um comentário:

Duda disse...

Gus!!! hum, adorei teu blog! tô loko pra assistir esse filme, a Vane falou tanto dele! e na próxima vez que ficares dodói! me liga! amigos são para todas as horas (24hs!! Hotsexlatinolover kkkkk) rs..abs!!