terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Música erudita para todos


Para quem acredita que a música erudita é algo distante ou reservada somente a certo tipo de público, ou até mesmo pensa que é chata, pode aproveitar a Oficina de Música de Curitiba para quebrar barreiras, preconceitos e conhecer um pouco mais deste gênero que está mais presente na vida das pessoas do que se pensa – é só lembrar que freqüentemente o ouvimos em comerciais, toques de celular, filmes, peças de teatro e assim por diante.


Prova viva de que a música e o canto erudito podem se aproximar do grande público foi a opereta Monsieur Choufleuri réstera chez lui le... de Jacques Offenbach, levada aos palcos sob a coordenação de Denise Sartori no domingo de 13 de janeiro. Como a mesma explicou no dia da apresentação, a opereta foi um estilo bastante difundido nos teatros franceses, e Offenbach é considerado um dos grandes nomes dentre os compositores deste estilo, que mistura muitos diálogos e canto erudito.


Em Monsieur Choufleuri réstera chez lui le... conta-se a história de um membro da alta sociedade francesa, Monsieur Choufleri, que, ao preparar um evento em sua casa para conseguir mais prestígio frente à sua imagem não tão boa com todos, vê-se diante de uma situação que pode arruinar de uma vez com isso: os cantores italianos por ele contratados enviaram um comunicado afirmando que não compareceriam. Aí entram em cena Ernestine, sua filha, e Babylas, seu namorado secreto, passando-se pelos cantores.


Em uma mistura de cenas e diálogos cômicos e canções que satirizam a ópera italiana da época, o espetáculo consegue arrancar boas risadas do seu público por volta dos seus 45 minutos de duração, além de apresentar boa música a quem assiste. Os cantores Cristhyan Segalla e Duany Parpinelli brilharam com suas vozes, enquanto Bruno dos Anjos e Thiago Monteiro surpreenderam com a presença de palco e comicidade.


Com ingressos bastante acessíveis, a 26ª edição da Oficina oferece a oportunidade para que todos entrem em contato com a música em suas diversas manifestações. Com programação até o dia 29 de janeiro, apresentará, além de música erudita, eventos e cursos com música brasileira, jazz, blues e música eletrônica.

2 comentários:

Le Petit Prince disse...

Grande falta a minha não ir na apresentação do "Christin",mas prometo ir da próxima vez.
Adoro tudo relacionado a artes.
Abraço,guri.
Ah,mudei de flog,agora é o esmolaliteraria,ok.

Miguel Pesch Tramontini disse...

Esqueci de um pequeno detalhe: eram duas crianças conversando,hihi.