terça-feira, 12 de outubro de 2010

Relato de viagem parte 1: Alemanha

Para marcar a volta do blog, um relato de viagem por alguns lugares fantásticos da Europa, um roteiro que começou em Frankfurt, na Alemanha, e terminou em Paris, na bela França.

Alemanha

Desembarcar na Alemanha foi uma experiência única. Como comentou a minha mãe, minha companheira nesta viagem, foi como voltar a um lugar a que nunca fomos. Isso porque significou uma volta às origens, ao lugar de que veio nossa família e costumes, e à língua à qual cresci ouvindo. Começamos por Frankfurt, onde chegamos ao hotel e logo pegamos um mapa da cidade, à qual conhecemos a pé. Do hotel descemos em direção à região central e no caminho paramos em uma confeitaria onde já pudemos ter contato com um pouco da cultura local: os excelentes doces e o modo peculiar dos alemães: digamos que a atendente não foi nada simpática com um idoso que queria comer uma fatia de torta de requeijão, praticamente expulsando-o ao dizer que já iriam fechar e que ele deveria levar para comer dali. A nós ela tratou normalmente. Seguimos em direção ao rio Main, em que muitas pessoas caminhavam aproveitando o sol do domingo. Chegamos até a catedral da cidade e logo estávamos na praça história de Frankfurt, um lugar marcante pela arquitetura característica alemã. Tiramos várias fotos e depois de comprarmos alguns souvenirs, caminhamos um pouco mais por essa cidade que dá a impressão de ser daquelas em que a qualidade de vida prevalece.

Dia seguinte,  fomos em direção a algumas cidades pequenas e encantadoras, para fazer um minicruzeiro pelo rio Reno. A parada foi em Loreley, charmosa cidade de poucas ruas e beleza de sobra. Fomos a uma confeitaria (de novo) para comprar um doce e nos deparamos com os deliciosos doces alemãs: muitas cucas, tortas e struddels. Embarcamos no Loreley Star para fazer o cruzeiro pelo imenso Reno, onde pudemos ver a incrível paisagem de castelos medievais e plantações de uva. O dia estava ensolarado e a beleza do lugar ficará marcado para sempre nas nossas memórias. 


Nossa viagem continuou rumo à Colônia, cidade antiga em que conhecemos a fantástica catedral (a mais alta do norte da Europa), e tivemos nossa primeira experiência gastronômica exótica da viagem: o famoso eisbein, o joelho de porco, que veio acompanhado de chucrute (repolho azedo) e batatas (o acompanhamento mor na Europa). O prato estava intragável - a pele do porco estava cheia de pelos e praticamente só havia gordura embaixo dela. E isso que já havíamos tomado uma sopa estranha de entrada: um caldo vermelho com alguns pedacinhos de queijo (ou tofu, não tenho certeza) boiando. A sopa foi "carinhosamente" apelidada pelas salvadorenhas que nos acompanhavam na mesa de "sopa Maggi". Passamos o resto da tarde caminhando no calçadão da cidade (com seu forte comércio) e pegamos a estrada rumo à Holanda...

A Alemanha me deixou um gostinho de "quero mais", de mergulhar ainda mais nas cidades e na cultura daquele país!

4 comentários:

Fábio disse...

Parabéns pelo passeio e o maravilhoso relatório, que nos faz vivenciar um pouco mais por esta aventura que você e a mãe passaram. Abração.

Anônimo disse...

Não sei o que parece mais gostoso: os doces da confeitaria ou você na frente da catedral!!! Mami Gu deve morrer de orgulho.

JF disse...

Adorei o post Guzinho! Lindas as fotos, e voce, so chic, love it

Marcelo disse...

Gente adoro a Alemanha...parece que eu já fui daquele lugar em outras vidas...tudo me parece familiar mesmo...vou muito ao Goethe Institut aqui e vejp vários filmes alemãesouço música,telejormais...enfim um lugar que eu quero ir, ficar e voltar várias vezes...

abs