segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Wandula


O domingo curitibano deste 25 de novembro ganhou outras cores com o show apresentado pelo Wandula, no Sesc da Esquina. Cores estas que serão lembradas por todos aqueles que tiveram o prazer de participar e experimentar desse momento de culto à arte.

Emoções diversas são despertadas pela música, por imagens ou por quaisquer outros meios que nos afetam direta ou indiretamente. Emoções e sensações diversas foram despertadas nesse espetáculo em que ritmos, instrumentos e vozes interagem, contornando um imaginário musical emanado do som.

A combinação de instrumentos, desde o teremim e as curiosidades por trás de sua história até o bom e velho piano, unida à versatilidade e carisma dos músicos, fez o Wandula criar uma atmosfera única em cada uma das canções apresentadas nessa noite.

O show foi separado em dois momentos – em um primeiro, foram executadas canções de repertório mais recente da banda, enquanto que no segundo outras mais “antigas”. A sutileza e até certo refinamento – essa palavra talvez não expresse o que eu gostaria de dizer agora, mas faltou-me uma melhor no momento – dos arranjos ganham força com as letras ora singelas, ora pura poesia. E nesse fluxo fala-se de tristeza à Nicole Kidman.

É impossível não ressaltar o quanto se nota o prazer dos músicos estarem ali, e de, ao mesmo tempo em que conhecem seus papéis dentro do grupo, brincam num vai-e-vem de revezamento de instrumentos, provando mais uma vez que a qualidade do todo se reflete a partir do talento de cada um e da sintonia existente entre eles: Marcelo Torrone, Edith, Cláudio, Rafael, Raphael, Denis, Branco e Felipe.

Ocorre-me agora uma conversa que tive há tempos com meu grande amigo Melômano sobre “orgasmos musicais”. Seriam momentos de extremo prazer que algumas canções ou músicos proporcionam à gente, levando momentaneamente a outro plano, talvez uma espécie de nirvana. Foi isso que senti em vários momentos essa noite, e graças a estas cores impressas e registradas pelo Wandula, mais uma vez reitero a minha paixão pela música, pela arte, e pelo próprio Wandula. Vida longa à sua música.


Este mesmo amigo comentou durante o show – “acho que eles são a melhor banda do Brasil, atualmente”. E com ele eu concordo.

**********************************************************************************
Para ouvir: La récreation (2007). Onde comprar? Joaquim Livraria.

Para ver: http://www.youtube.com/watch?v=pXlKEC6OHVk

7 comentários:

Anne Elise disse...

Oi, meu querido...

Poxa, eu ia no show do Wandula, no domingo...mas, acabou não dando certo...eles são incríveis...
Já tive oportunidade de encontros e conversas "menos formais" com e Edith de Camargo...ela é um doce...
Mas, já estou me programando para as apresentações de dezembro...
Que ótimo saber que vc tb gosta...poderemos marcar mais "coisas" juntos...

Valeu pela visita ao meu Blog...
Na verdade, as 3 últimas foram "mensagens pra alguém"...desabafo, apenas...
Logo volto às minhas "atividades" normais...rs!!!

Adoro você!!!

Grande abraço!!!

brokenpromisedebris disse...

Muito legal a resenha, Gustavo :] Curti pra caramba o show também, me ajudou a quebrar a barreira contra bandas nacionais que eu tenho... primeira vez que eu achei algo OTIMO de verdade.

Espero que a gente possa ver mais vaaarios shows juntos. Abraços!

- paulo

Le Petit Prince disse...

Depois de um fragmento desse show em palavras,quero muito ouví-los,pois fiquei realmente com vontade de ter novamente "orgasmos musicais", o que não tenho a muito tempo.
Tirando Norah Jones, James Morrison,Bjork e por aí vai,hehe.

Wander disse...

Migo

muito bom, agora me encantei pela banda sem nem ter estado na platéia. Minha curiosidade se aguçou por conhecer essa arte maravilhosa.

Adorei teu texto como um todo tb, ótimo jornalista e critico, parabéns. Vida Longa, Pitango...

t adoro

abração!!

Father disse...

Eeeee! Foi muito bom, mesmo. Reitero que o que eu disse lá no concerto: Wandula é a melhor brasileira hoje. Espero que logo estejam famosos como Los Hermanos. =P

raphael disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
raphael disse...

gostei demais das músicas que vc me passou, e tive a impressão de que Wandula é do tipo de bandas que crescem ainda mais no palco; seu post me fez confirmar isso.

espero de verdade ter a oportunidade de assistir também.

belo resenha, gus! já ganhou um fã de seus textos.